domingo, 15 de novembro de 2009

SENTIR VAGABUNDO


Não queria estar aqui. A voar sobre este abismo de silêncios. Perdi o instante do tempo na melancolia deste sentir vagabundo. Ando em equilíbrios instáveis, na lentidão de quem aguarda a transformação dos destinos e dos acasos...

2 comentários:

ηatalie αfonseca disse...

Cada vez melhor o que escreves, MAtinha! ;)

Por vezes voamos sobre esses abismos de silêncios instáveis...

Obrigada por comprares as carteirinhas! :)))))

Beijinhossss

Concha disse...

Um lindo e delicado poema.
Eu tento,continuo tentando e não consigo entender este "abismo de silêncios".
É demasiado profundo,demasiado pesado para uma Mulher em desacordo com o destino.
Tudo se transforma!
O que hoje é um pesadelo,amanhã é um sonho!
Bjs