sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

BYE-BYE 2010! WELCOME 2011!


Que, em 2011, as PESSOAS:
. amem mais e sofram menos;
. descubram e sigam novos caminhos;
. derramem lágrimas que sirvam para catárse;
. se percam e encontrem na realização de sonhos;
. arquivem velhas mágoas e abram vagas no coração;
. encontrem pessoas especiais a quem possam chamar amigas;
. soltem gargalhadas e lavem a alma;
. façam algo (ousado) que nunca fizeram;
. retomem o viço e a vontade de fazer mais e melhor;
. iniciem ou continuem projectos, sempre numa perspectiva de inovação;
. se (re)encontrem. Consigo. Com a sua família. Com os amigos. Com os valores. Com as atitudes.

domingo, 12 de dezembro de 2010

MAIS UMA VEZ. OUTRA VEZ.

Guardo os gritos numa lágrima. Rabisco os meus medos que são eco da profundidade de mil passos perdidos. Vou. A galope da emoção sentida. À procura de cores que invadam o breu dos meus sonhos e tragam harmonia ao caos que segue o seu caminho no compasso do coração que se perdeu no tempo.
O silêncio é a minha saudade mais pura que chora em soluços, num abismo de sentires.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

PENSAMENTO DO DIA # 9

"Tudo vale a pena quando à nossa espera estamos nós."
(Desconheço a autoria)

terça-feira, 30 de novembro de 2010

AUSÊNCIA(S) ADIVINHADA(S)

A madrugada avança sob esse tempo corrido que antecipa a aurora e impõe o vazio. Seguro o teu rosto com a intensidade suave de uma brisa soprada pelo vento. A vontade não desiste porque se entrega ao dia de amanhã. Esboço inacabado que invade o tempo e recolhe fragmentos que rabiscam o medo no horizonte e me rasgam por dentro.

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

UM MOMENTO QUE NÃO SE ESCOLHE

Os instantes contam histórias em pétalas de sentidos que não têm medo da coragem nem dos abismos. Ouço os sons da alma, em formas de lágrima que desenham traços e correm riscos como se colorissem a solidão do sonho.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

COISAS IMENSAS E SEM TAMANHO

Dói-me. Viver em desequilíbrio, exilando a saudade nas margens da utopia. Digo, em voz alta, que apenas o vento me ouve. Dói-me. Sentir que perdi a coragem de descobrir de novo...

domingo, 10 de outubro de 2010

sábado, 9 de outubro de 2010

PENSAMENTO DO DIA # 8

(...) — abre os teus olhos, ...!
Enterra-os bem nos meus; não digas nada...
Deixa a Vida exprimir-se sem disfarce!

José Régio

domingo, 19 de setembro de 2010

UM ARQUIVO CHAMADO SAUDADE


Quem colecciona saudades aprende como é difícil sobreviver nos intervalos de tempo em que não se é completamente.
Quantos instantes agasalha a noite? Não lhes sei número nem cor. Apenas sei que invadem memórias, lágrimas e ilusões que ecoam no vazio dos ventos.
Ouço o mar que me chama como se colorisse a solidão do sonho. Invento tempos e descubro desejos escondidos que navegam, alados, neste dia que me foge. Guardo a saudade, onde choram os poetas, e deixo-a diluir na chuva que procura o mar...

domingo, 12 de setembro de 2010

E JÁ PASSARAM DEZ ANOS!


Guardo o dia, este. Os outros também. Mas este porque quis (?) o destino me guiar a um palco sobranceiro ao mar, onde não me canso de ser e estar. E já passaram dez anos! Encontrei, neste palco, um espaço de luz e cor que me preenchem o vazio musicado nas metáforas do destino.
Voo, no silêncio das memórias que pinto na tela do nada que tudo pode. A imaginação só tem cor em reflexos, misturados nas sombras que nos falam em segredos.
Fiquei. Por opção própria. Respiro a liberdade de estar aqui, a colorir sonhos errantes, nas inquietudes do silêncio...

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

PINÁCULO DE AFECTOS

No compasso dos acordes, procuro o silêncio. Longe de mim. Rabiscando o meu medo, na vontade de transgredir. Irrequieto-me e mergulho, sozinha, num grito que anuncia as cinzas da minha ausência. Quero renascer nas dunas dos meus suspiros que acasalam sonhos e fazem dos instantes raízes dos meus segredos.
O farol do tempo traz de volta silêncios que sussurram promessas e fazem da saudade um pináculo de afectos.

terça-feira, 31 de agosto de 2010

HOJE... (E)TERNAMENTE


Não invento o amanhã. Seria fugir ao hoje e assim perder o instante do real. Ontem, tinha muito medo. Hoje, tenho menos. E hoje, o dia amanheceu mais inteiro, mais perto do essencial. Hoje, penso e sinto sem ordem de prioridades porque quero tudo o que a alma sonha e o coração sente.

terça-feira, 3 de agosto de 2010

PARABÉNS, VENTANIAS!!!


Parabéns, meu Ventanias!!!
Apesar das ausências (minhas), volto sempre a este porto de afectos que me faz renascer e sentir a (inevitável) presença da(s) alma(s)...
Obrigada!

quarta-feira, 21 de julho de 2010

RASCUNHOS


Rascunhou o seu destino como quem incendeia, de cores, as sombras do infinito. Remendou os vazios fugindo aos traçados das telas pinceladas de dor. Quis adiar as manhãs, na ilusão de, assim, parar o tempo. A sua atitude fez de si pássaro da noite que transporta sonhos e sobrevoa o mar. Um mar de quereres inacabados que são musicados no brilho etéreo dos encontros banais.
Seguiu, rumo incerto, na lentidão dos ventos... em busca do colo que a solidão lhe reclamou.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

ALWAYS WILL BE




Our sun is set, our day is done
I'm left here wondering
Is this the end, my final words to you
Day turned to night now you're gone
I'm left here wondering
Can this be true, are we really through

You were the wind beneath my wings
Taught me how to fly
With you I lived among the kings
How could this ever die
So I say farewell, I'm yours forever
And I always will be

We were one, we were all, we were the only
Future full of hope nothing could stand in our way
But dreams can change, visions fall, I feel so lonely
I would walk through fire for just one more day

You were the angel of my life, taught me to be free
Now I'm a stranger in your eyes
Walls are closing in on me

So I say farewell, I'm yours forever
And I always will be
Missing you in my heart, you are the one
And you always will be

When I turn to the east, I see no dawn
But after darkness comes the light
When I turn to the west, the silent night hides all
Where is the light that shines so bright

So I say farewell, I'm yours forever
And I always will be
Missing you in my heart, you are the one
And you always will be

Nah-nah-na and you always will be
Nah-nah-na and you always will be
And you always will be
My little one
And you always will be

[Forever & ever.]


: )* Goodbye!

sexta-feira, 18 de junho de 2010

DESABAFOS

Esta noite , num cantinho da noite, choveram lágrimas de polén e o dia acordou pintado de borboletas dançarinas…
[Shiiiiuuuuuuuu]

sábado, 5 de junho de 2010

PENSAMENTO DO DIA # 7

A minha alma é presa da mais livre loucura.
Sady Bianchin


quinta-feira, 3 de junho de 2010

VENTOS SEM NOME


Ficaram para trás os dias vazios, camuflados de ilusões perdidas. Sopram-me ventos, sem nome, que me fazem sentir o instante de ser. Na intersecção do destino, espero. Sem resistir. Volto do nada. Ali, ao pé do horizonte, pintado de sentires.
Nas manhãs por renascer, despertam afectos que me deixam suspensa nas pregas dos sonhos. Não posso enganar o sonho. É ele que me impede de escorregar na vulgaridade do existir e dá cor aos meus dias...

terça-feira, 1 de junho de 2010

PENSAMENTO DO DIA # 6

A criança é, por natureza, um ser do encantamento; um ser que experimenta a leveza e que não retém a dor.
Cris Griscon

domingo, 9 de maio de 2010

DESILUSÃO


Parar. Apetece-me parar. Não o tempo nem os passos. Simplesmente sentar-me na sombra e sentir o vento, na lentidão dos vazios. Quebrou-se em mim a magia que andava por aí escondida, inquieta. Sem ela, perdi o sentido e as cores da fantasia. Sinto a desilusão abraçar-me o olhar. Pedaços quebrados do que vivi no desencontro dos meus silêncios. Cada passo que dei esvaziou-me o sentir, pela intensidade de o viver. O corpo cansou-se e as memórias perderam-se no desencanto da cor...

quinta-feira, 8 de abril de 2010

O SOM DO SILÊNCIO


Escrevo. Coisas do nada. Seguindo o leme dos meus devaneios. No labirinto da noite alimento utopias que decantam sorrisos, edificados na beleza do pôr-do-sol... Procuro a latitude exacta das páginas codificadas que vão para além do limite do sonhar. Invento, no sótão das minhas sombras, silhuetas que profetizam ausências. Sinais que sinto e que o silêncio tem na voz...

quarta-feira, 31 de março de 2010

PENSAMENTO DO DIA # 5

A mudança mais significativa na vida de uma pessoa é a mudança de atitude. Atitudes correctas produzem acções correctas.

Willian J. J.

domingo, 28 de março de 2010

ABSTRACTO


As asas da madrugada trazem a agonia das sombras. O despertar dos vazios que transformam o infinito em silêncios algemados. Se o vento mudasse, inventaria tempos. Rituais abstractos. Melodias de um nada musicadas nas metáforas do sonho. Sigo o apelo da inquietação. Fugindo dos medos que mascaram a realidade. Carente de alentos. Dispersos nas utopias que me ofuscam os pensamentos...

segunda-feira, 1 de março de 2010

VENTANIA'S SOUND SYSTEM


Por sinal
essa esfera que, me tentava sem me olhar
Nada mais era do que um som que me levava a tentar
Fugir de ti
Sair de ti

Uma vez mais
Sem saber porque
Desistira de dizer
Nada mais, quero mais
Senão for assim
Esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais
Mais, mais, quero mais, mais, mais.
Por isso esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais.

Só assim da para mim conseguir que nao doa mais
Que me deixes ir
Que me libertes de ti
Que nao me faças sentir
Eu nao quero cair
nao me posso entregar
Sem que percebas que nao podes julgar
E eu quero tentar poder acreditar
Que o aperto ca dentro um dia vai acabar
O monstro em mim nao ira sucumbir
Nao desfalece por nao conseguir
que olhes para mim, que me faças existir

Por isso esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais...

mais mais,
quero mais
mais, mais

Por isso esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais.

mais, mais
quero mais
mais,mais

por isso esconde esse sorriso que me faz querer matar por mais...

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

PRISIONEIRAS


Estão presas
nas entranhas dos gritos adormecidos.
As palavras.
Cansadas.
Corroídas.
Gastas.
No suspiro da calçada
onde tatuo os meus silêncios.
Prisioneiras deste vazio.
As palavras.
Que me levam no sonho
e me rasgam as sombras
como quem se perde no tempo,
sem passado nem futuro...

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

PENSAMENTO DO DIA # 4


Nunca escrevi. Sou apenas um tradutor de silêncios.
Mia Couto

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

2010... CÁ ESTAMOS!

Que seja um ano 5*****
com muita luz,
diversos sentires e
sonhos embrulhados em realidade...