quinta-feira, 16 de outubro de 2008

VOO SOLITÁRIO


Voo. Sem rumo certo. Arriscando. Mas confiante. Mesmo contra o vento (os navegantes de vela dizem que só a ausência de vento os fará parar...).
Sei que tenho força, apesar de não saber se esta chegará para continuar.
Um voo solitário. Já não existem bandos?

5 comentários:

Pedro Arunca disse...

Não sei que voo apanhe para ser o primeiro. Se há vento na ilha, subo ao Pico do Areeiro.
Haja pano porque aqui não falta vento.
Boas rajadas...
0....)))))))))))))
/ \
|
/P\
.i \
.c \
.o \_Funchal~~~~~~~~~~~~~~~~

Pedro Arunca disse...

Olá, quanto ao vídeo está à vontade...

Querendo posso mandá-lo por mail


Obrigado pelas brisas

Concha disse...

Voar
Correr no tempo...
Desaparecer no ar
Desaparecer no tempo
É liberdade!
Voar,por si só,é,sustentar-se por asas mágicas...
É correr velozmente para encontrar o que mais,e, melhor queremos.
Bjs

PS. A tia Concha já regressou, estive de féria.

Shakanuno disse...

atenção! Não vale a pena voar com os bandos de ícaros. Já agora, verifique a consistência e integridade das suas asas.

MarTIC@ disse...

Pedro:
Muchas gracias pelo vídeo. Show dji bola ;)

Concha:
"... sustentar-se por asas mágicas". Gosto da ideia...
Bem-vinda, de novo.

Shakanuno:
Bandos de ícaros? Ficam em terra! Mais vale voar só.
Quanto às asas, material 100% genuíno. À prova de fogo, de água, de trovoada e até de balas! lol

Bjs para todos.

X@u